UM COMENTÁRIO APROFUNDADO DA LIÇÃO, PARA FAZER A DIFERENÇA!

Nossa intenção é possibilitar um aprofundamento, tópico a tópico, do conteúdo das lições da EBD, para você aprofundar sua fé e fazer a diferença.

Classe Virtual:

Sente o coração compungido em contribuir com o nosso Ministério? Faça isso de forma simples, pelo PIX: 69381925291 – Mande-me o comprovante, quero agradecer-lhe e orar por você (83) 9 8730-1186 (WhatsApp)

7 de janeiro de 2020

(ADULTOS) Lição 2: A CRIAÇÃO DE EVA, A PRIMEIRA MULHER


ANO 11 | Nr 1.361 | 2020
LIÇÕES BÍBLICAS CPAD ADULTOS - 1º Trimestre de 2020
Título: A Raça Humana: Origem, Doutrina e Redenção. Comentário: Claudionor de Andrade
PLANO DE AULA PREPARADO POR:


LIÇÃO 2
12 DE JANEIRO DE 2020
A CRIAÇÃO DE EVA, A PRIMEIRA MULHER


TEXTO ÁUREO
“E disse Adão: Esta é agora osso dos meus ossos e carne da minha carne; esta será chamada varoa, porquanto do varão foi tomada” (Gn 2.23).

VERDADE PRÁTICA
Na criação divina, a mulher é tão importante quanto o homem: ambos se completam e são igualmente importantes ao Reino de Deus.

LEITURA BÍBLICA EM CLASSE
Gênesis 2.18-25

INTRODUÇÃO
||Nesta lição, mostraremos o lugar da mulher na criação divina e no âmbito familiar. Antes de tudo, declaramos que ela é um ser diferencial e complementar; uma bênção indispensável à criação divina. O Senhor, formando-a a partir da costela de Adão, designou-a para ser, em relação ao homem, uma companhia idônea e sábia. Aos olhos de Deus, Eva era tão importante quanto Adão. Embora iguais, cada qual tinha uma missão específica a cumprir. Todavia, foi ao homem que Deus confiou a chefia do lar e o governo da Igreja. Mas, para que a missão do esposo e do pastor seja bem-sucedida, a participação de uma mulher virtuosa e cheia do Espírito Santo é imprescindível.||.[Lições Bíblicas CPAD, Revista Adultos, 1º Trimestre 2019. Lição 2, 12 Janeiro, 2020]
- Esta lição vai tratar da criação da mulher e seu papel. O texto de Gênesis 1.26-28 relata que ambos os gêneros foram criados por Deus em igualdade em sua condição, em sua dignidade e em sua vocação (ambos foram feitos à imagem e semelhança de Deus, e ambos receberam o mandato de dominar a terra). No entanto, também afirma que são distintos, com diferenças expressas na sexualidade e em sua complementaridade. Foi o pecado que provocou uma ruptura na harmonia criada por Deus. A interdependência deu lugar à competição; o respeito mútuo sucumbiu ao autoritarismo; a relação deu lugar à exploração. No Evangelho de Cristo encontramos a restauração de tudo como era antes no Éden. É a igreja de Cristo, como as primícias da nova criação de Deus, que deve mostrar ao mundo caído que estamos fora do rumo.  Vamos pensar maduramente a fé cristã?

I – A MULHER NO PLANO DE DEUS
||A criação de Eva não foi um ato improvisado de Deus, para contornar a solidão do homem; a mulher sempre esteve nos planos divinos. Sendo ela, pois, uma pessoa necessária, o Senhor decidiu racionalmente criá-la a partir de Adão.

1. A mulher já estava nos planos de Deus. Quando, no sexto dia da criação, Deus anunciou a criação do ser humano, tinha Ele em mente tanto o homem quanto a mulher; sem esta ou sem aquele, a humanidade seria impossível (Gn 1.26).||.[Lições Bíblicas CPAD, Revista Adultos, 1º Trimestre 2019. Lição 2, 12 Janeiro, 2020]
O ponto culminante da criação, um ser humano vivente, feito à imagem de Deus para governar a criação. No termo ‘Homem’ estava contido os dois gêneros, deveria ser melhor traduzido por ‘Ser humano’. Conquanto o homem e a mulher compartilhassem de modo igual a imagem de Deus e juntos exercessem domínio sobre a criação, por desígnio divino eles eram fisicamente diferentes a fim de cumprirem o mandamento de Deus de multiplicarem-se, ou seja, nenhum deles podia gerar filhos sem a participação do outro. Notemos que já no relato de Gênesis 1.28, “Deus os abençoou” - essa segunda bênção envolvia reprodução e domínio, homem e mulher receberam a ordem para “Sede fecundos, multiplicai-vos, enchei a terra e sujeitai-a...”. Deus criou seu representante (domínio) e sua representação (imagem e semelhança). O homem encheria a terra e cuidaria do funcionamento da mesma.
||2. A decisão de formar a mulher. A formação de Eva foi um ato mui particular de amor e bondade de Deus Pai para com o homem. Afinal, Adão é designado, na Bíblia, como filho amado e querido de Deus (Lc 3.38). Ao contemplar a solidão e a tristeza do homem, declarou o Pai Celeste: “Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma adjutora que esteja como diante dele” (Gn 2.18). Na criação da espécie humana (homem e mulher), o verbo fazer é usado, pela Divindade, na primeira pessoa do plural: “façamos” (Gn 1.26). Trata-se de uma decisão formalmente colegiada. Todavia, na formação de Eva, o Senhor usa o mesmo verbo, agora, na primeira pessoa do singular, no tempo presente: “far-lhe-ei”, realçando a iniciativa particular do Pai Celeste sempre amoroso, solícito e atento às necessidades de seus filhos (Mt 6.32).||.[Lições Bíblicas CPAD, Revista Adultos, 1º Trimestre 2019. Lição 2, 12 Janeiro, 2020]
- Em Gênesis 2.18, encontramos pela primeira vez uma observação negativa de Deus referente à sua criação: “Não é bom”. Quando Deus viu que a sua criação era muito boa (1.31), viu-a como sendo o resultado perfeito de seu plano criador nesse momento. Entretanto, antes do final do sexto dia, ao observar o estado do homem como não bom, ele comentou sobre a deficiência dele, visto que a mulher, a contraparte de Adão, ainda não havia sido criada. As palavras desse versículo enfatizam a necessidade de companhia para o homem, uma auxiliadora, alguém à sua altura. Sem alguém para complementá-lo, ele estava incompleto para poder cumprir a tarefa de multiplicar-se, encher a terra e exercer domínio sobre a mesma. Isso aponta para a inadequação de Adão, não para a insuficiência de Eva (cf. 1 Co 11.9). A mulher foi feita para suprir a deficiência do homem (cf. ITm 2.14). Nenhuma criatura achou-se capaz de complementar Adão, não havia parentesco com nenhum animal, pois nenhum deles era companhia adequada para Adão. Em Gênesis 2.21, Moisés passa a relatar minuciosamente, como foi a criação da mulher: “uma das suas costelas”. Isso também pode significar "lados", incluindo a carne circundante ("carne da minha carne", v. 23). A cirurgia divina realizada pelo Criador não apresentou problemas. Isso também resultou no primeiro ato.de cura registrado na Escritura. Ao acordar e deparar-se com a recém-criada contraparte, Adão prorrompe em poema: “osso dos meus ossos” (2.23). O poema de Adão enfatizou a expressão da alegria do seu coração ao deparar com a nova companheira. O homem (ish) chama-a de "mulher" (isha) porque ela teve sua origem nele (a raiz da palavra "mulher" é "suave"). Ela de fato fora feita de osso dos seus ossos e carne da sua carne.
||3. A mulher, uma pessoa necessária. Se, por um lado, a mulher proveio do homem; por outro, todo homem (exceto Adão) provém da mulher (1Co 11.12). Portanto, há, entre ambos os sexos, harmonia e perfeita completude. O livro de Cantares é o mais perfeito exemplo da amizade entre os cônjuges.||.[Lições Bíblicas CPAD, Revista Adultos, 1º Trimestre 2019. Lição 2, 12 Janeiro, 2020]
- Todos, homens e mulheres, são iguais no Senhor e complementares na obra do Senhor. Seus papéis são diferentes quanto à função e aos relacionamentos, não quanto à espiritualidade ou importância (Cl 3.28). Deus criou Eva, a fim de que ela estivesse ao lado de Adão, auxiliando-o com sabedoria e prudência. A idoneidade da mulher é pormenorizada em Provérbios 31.
- Pela primeira vez nas Escrituras encontramos a observação de algo não era bom, que algo está faltando. Sem companhia feminina e uma parceira que corresponda, o homem não podia realizar totalmente sua humanidade. Dessa necessidade surge a criação da mulher que será companheira e esposa de Adão.
A criação da mulher em Gênesis 2 tem conseqüências de longo alcance. Ela estabelece a fundamentação para três áreas importantes no relacionamento de um esposo e uma esposa dentro do casamento:1) A mulher como uma auxiliadora idônea para o homem.2) A mulher feita por Deus como Seu trabalho manual especial.3) A mulher feita para ser uma com o homem.” (monergismo)
II - A CRIAÇÃO DA MULHER
||A formação da mulher foi um ato mais elaborado e complexo do que a criação do homem, pois envolveu o uso de uma “anestesia” natural, um procedimento cirúrgico.
Ao comentar sobre a criação do homem, Lutero disse que Adão deve ter sido um espécime extraordinário. Pensava ele que Adão deve ter superado os animais até mesmo nos detalhes em que eles eram insuperáveis; ele devia ter uma força maior que a de um leão, uma visão mais aguçada que a da águia. Se isso era verdade para Adão, que podemos dizer de Eva? Lutero pensava que Eva teria sido tão forte, ágil, perspicaz e brilhante quanto Adão. E mais, disse Lutero, ela deve tê-lo superado em beleza e graça. Isso podemos afirmar com certeza: Eva também foi criada com a glória primeira de Deus.A despeito da excelência física, mental e moral de Eva, o verso 18 diz ela foi feita “para” o homem, “uma auxiliadora idônea [ou adequada] para ele”. Nesta condição perfeita pré-queda, toda mulher tem um indício para sua posição única, dada por Deus, no casamento. Ela deve ser uma “ajudadora idônea” para seu marido. (monergismo)
1. A primeira anestesia. Em primeiro lugar, o Criador, agora também cirurgião, coloca Adão para dormir. E, assim, o homem adormece profundamente (Gn 2.21).||.[Lições Bíblicas CPAD, Revista Adultos, 1º Trimestre 2019. Lição 2, 12 Janeiro, 2020]
- “A criação da mulher aconteceu enquanto o homem estava adormecido. Alguns têm sugerido que isto assim ocorreu para que todos soubessem que Adão não aconselhou a Deus. Certamente o motivo óbvio era para que Adão não sentisse dor nenhuma, em um mundo sem a presença do pecado. O Sir James Simpson, que descobriu o clorofôrmio, ficou muito impressionado com esta passagem das Escrituras. Ele era um Cristão consagrado, e lutava com a questão moral do uso da anestesia. Foi esta passagem que o convenceu a prosseguir com uma consciência clara e assim beneficiar a humanidade. Ele viu que Deus usou a anestesia na primeira cirurgia.” (palavraprudente)
||2. A primeira cirurgia. Estando Adão já adormecido, Deus abre-lhe o peito e extrai-lhe uma das costelas. Em seguida, fecha-lhe a cisão com carne (Gn 2.21). A cirurgia é bem-sucedida; a plástica, perfeita (Jó 5.18). Deus conhece plenamente a nossa estrutura, porquanto é o nosso Criador (Sl 103.14). O seu Filho também é um perfeito cirurgião (Lc 22.50,51).||.[Lições Bíblicas CPAD, Revista Adultos, 1º Trimestre 2019. Lição 2, 12 Janeiro, 2020]
- “A mulher feita por Deus como Seu trabalho manual especialA mulher não é somente feita para o homem; ela é também feita por Deus como um ato especial da criação. Tanto o homem como a mulher foram criações especiais de Deus. Eles foram criados em igual dignidade. Gênesis 2:21-22 diz: “E o Senhor Deus fez cair pesado sono sobre o homem e este adormeceu; tomou uma das costelas e fechou o lugar com carne”.Deus causou um profundo sono em Adão como um passo inicial na criação da mulher. Este “sono profundo” deve ter sido algo como uma anestesia hoje, e a operação que Deus realizou, semelhante à cirurgia médica. Deus extraiu uma das costelas do homem e preencheu o lugar vazio com carne, fechando a ferida.Da costela, Deus então “fez” — literalmente, em hebraico, “edificou” ou “construiu” uma mulher. Deus miraculosamente, meticulosamente, belamente, laboriosamente, formou uma mulher com Suas próprias mãos, fazendo-a cada pedacinho, tão especial quanto o homem que Ele havia criado antes.Existe algo particularmente belo, até mesmo poético, sobre esta criação” (monergismo).
||3. A primeira engenharia genética. Da costela extraída de Adão, o Senhor forma Eva, a primeira mulher (Gn 2.22). Aqui, como em toda a Bíblia, não temos nenhuma narrativa mitológica; trata-se de um relato histórico, real e confiável. Observemos que, da costela de Adão, o Criador coleta o material genético ideal do homem, para a formação da mulher. Salientamos que Deus não criou Eva como um clone de Adão. Antes, criou-a como uma pessoa autônoma e consciente de sua existência e missão no mundo.||.[Lições Bíblicas CPAD, Revista Adultos, 1º Trimestre 2019. Lição 2, 12 Janeiro, 2020]
- O comentarista Henry Matthew disse o seguinte sobre o assunto: “A mulher foi feita de uma costela retirada do lado de Adão; não feita de sua cabeça para governá-lo ou de seus pés para ser por ele pisada, mas de seu lado, para ser igual a ele, sob seu braço para ser protegida e perto de seu coração para ser amada”.
É irrelevante se tsela era uma costela, ou uma parte de seu lado, que significa: uma parte do homem era para ser usada na ocasião, se osso sou carne , não importa; embora seja provável, a partir do versículo 2:23 de Gênesis, que uma parte de Adão foi levada para ele saber como a mulher foi formada, pois ele disse, “esta é carne da minha carne e osso dos meus ossos”. DEUS poderia ter formado a mulher do pó da terra, como ele tinha formado o homem, mas se ele tivesse feito isso, ela apareceria aos seus olhos como um ser distinto, com quem ele não tinha nenhuma relação natural. Mas, como DEUS formou-a de uma parte do próprio homem, ele viu que ela era da mesma natureza, mesma carne, idêntica a ele e tendo sangue como ele, e da mesma constituição em todos os aspectos e, consequentemente, teria poderes iguais, faculdades e direitos iguais. Isso asseguraria a sua afeição, e animaria a sua estima por ela.” (apazdosenhor)
III - A MISSÃO DA MULHER
||1. A missão de esposa. Qual gentil e solícito Pai, o Senhor Deus conduziu Eva, a primeira mulher, a Adão, que, ao recebê-la, compôs este poema: “Esta é agora osso dos meus ossos e carne da minha carne; esta será chamada varoa, porquanto do varão foi tomada” (Gn 2.23). Nessa missão, a mulher ajudará o esposo com os seus conselhos sábios e oportunos, com as suas orações e com o seu trabalho no gerenciamento da casa (Pv 31). Ela é a grande economista do lar. Mas, se a esposa não for sábia e idônea, acabará por destruir o esposo e os filhos com as próprias mãos (Pv 14.1).||.[Lições Bíblicas CPAD, Revista Adultos, 1º Trimestre 2019. Lição 2, 12 Janeiro, 2020]
Após mostrar a Adão a necessidade de uma companheira, Deus se encarregou de supri-la. Colocando Adão em um profundo sono, Deus tomou uma de suas costelas e fez a mulher. Este método que Deus utilizou, levou um pregador a se referir à mulher como o “pó duplicadamente refinado e duplamente removido da terra”. Sem dúvida a mulher foi feita do homem e não diretamente do pó, para enfatizar a unidade dos dois e a prioridade do homem”. (palavraprudente)
- Notas Explicativas de John Wesley:
Não é bom que o homem – Este homem, devem ser sozinho – Embora houvesse um mundo superior dos anjos, e um mundo inferior dos brutos, ainda não sendo nenhum do mesmo nível dos seres com ele mesmo, ele pode ser realmente a ser dito sozinho. E todos os animais do campo e todas as aves do céu Deus trouxe a Adão – Ou pelo ministério dos anjos, ou por um instinto especial que ele poderia nomeá-los, e assim pôde dar uma prova de seu conhecimento, os nomes que ele deu eles, sendo expressivo de sua mais íntima natures.See nota no "Gênesis 2:18 Ver nota em" Gênesis 2:18”. (bibliacomentada)
||2. A missão de mãe. Em relação aos filhos, a mulher, orientada e apoiada pelo esposo, é a real e a mais autorizada educadora dos filhos (Pv 1.8). Na Igreja Primitiva, as irmãs Lóide e Eunice, respectivamente avó e mãe do pastor Timóteo, tornaram-se referências na educação e formação de filhos (2Tm 2.5). Sem o trabalho dessas mulheres, o apóstolo Paulo não teria condições de integrar o jovem à sua equipe missionária. Embora criado entre duas culturas, Timóteo recebeu uma formação cristã de excelência (At 16.1).||.[Lições Bíblicas CPAD, Revista Adultos, 1º Trimestre 2019. Lição 2, 12 Janeiro, 2020]
- A mulher tem um papel importante no treinamento espiritual dos seus filhos (2Tm 1.5). Eunice era uma jovem judia, filha de Lóide, que se casou com um grego. A menção desses nomes indica que Paulo conhecia pessoalmente, talvez porque ele (com Barnabé as tivesse conduzido à fé em Cristo durante a sua primeira viagem missionária (cf. At 13.13—14.21). Essas mulheres eram verdadeiras judias crentes do Antigo Testamento, que haviam entendido muito bem as Escrituras a ponto de estarem preparadas, com o também Timóteo (2Tm 3.15), para aceitar de imediato Jesus como Messias quando ouviram o evangelho pela primeira vez por intermédio de Paulo. Paulo fala da sua conduta moral de acordo com a Palavra de Deus e a firmeza desses princípios na criação de Timóteo.

||3. A missão como súdita do Reino de Deus. Ao lado de seus maridos, as santas mulheres poderão ajudar os que ainda não demonstram a esperada maturidade cristã. Haja vista o exemplo de Áquila e Priscila, os orientadores espirituais do erudito e eloquente Apolo (At 18.26).||.[Lições Bíblicas CPAD, Revista Adultos, 1º Trimestre 2019. Lição 2, 12 Janeiro, 2020]
- Apolo havia sido discípulo dc João Batista (At18.25). Depois de receber instrução de Áquila e Priscila, tornou-se poderoso pregador cristão. Seu ministério influenciou profundamente os coríntios (1Co 1.12).
-Baseados nessa sugestão do comentarista, podemos fazer a seguinte pergunta: Que papéis as mulheres podem preencher no ministério?
As mulheres no ministério são uma questão sobre a qual muitos cristãos discordam. O ponto de separação centra-se nas passagens da Escritura que proíbem as mulheres de falar na igreja ou de exercer "autoridade de homem" (1 Timóteo 2:12, ver 1 Coríntios 14:34). O desacordo é se essas passagens eram ou não relevantes apenas na época em que foram escritas. Alguns afirmam que, uma vez que não há nem "judeu nem grego. . . homem ou mulher... porque todos vós sois um em Cristo Jesus" (Gálatas 3:28), as mulheres são livres para exercer qualquer campo de ministério aberto aos homens. Outros afirmam que 1 Timóteo 2:12 ainda se aplica hoje, uma vez que a base para o comando não é cultural, mas universal, sendo enraizada na ordem da criação (1 Timóteo 2:13-14).”(Leia mais acessando este link: gotquestions)
- Para saber mais sobre este assunto, acesse este link: O Papel das Mulheres no Plano de Deus
CONCLUSÃO
||O Senhor Deus criou a mulher com a nobre missão de auxiliar e complementar o homem. Juntos, formam a humanidade. Sozinhos e isolados, tendem a desaparecer. Por esse motivo, a missão da mulher cristã, à semelhança da esposa virtuosa de Provérbios, deve ser cumprida de acordo com a Palavra de Deus e sempre com o auxílio do Senhor (Gn 4.1). A mulher, enfatizo, deve ser vista e tratada como coerdeira da vida eterna (1Pe 3.7).||.[Lições Bíblicas CPAD, Revista Adultos, 1º Trimestre 2019. Lição 2, 12 Janeiro, 2020]
- Em 1Tm 2.12 Paulo diz: “E não permito que a mulher ensine, nem exerça autoridade de homem; esteja, porém, em silêncio”. De igual modo, em 2Co 14.34: “conservem-se as mulheres cala-s nas igrejas, porque não lhes é permitido falar; mas estejam submissas como também a lei o determina”. Talvez alguém pense que textos como este proíbem o ministério feminino, e degradam a personalidade delas. No entanto, quando o texto e seu contexto são devidamente compreendidos, essas e muitas outras passagens na Bíblia exaltam o papel da mulher e lhes dão um tremendo ministério no Corpo de Cristo. Vimos nesta lição que homens e mulheres são imagem de Deus (Gn 1.27), e isto implica dizer que elas estão em igualdade com os homens por natureza. Não há nenhuma diferença essencial – tanto o macho como a fêmea são igualmente seres humanos por criação. O mesmo Paulo escreve em Gl 3.28: “...não pode haver… nem homem nem mulher; porque todos vós sois um em Cristo Jesus”, ou seja, homem e mulher são iguais também na redenção. Ambos têm o mesmo Senhor e partilham exatamente da mesma salvação. No entanto, em se tratando de papéis, foi ao homem que Deus deu a responsabilidade e à mulher o papel de auxiliadora idônea.
- Concordo com o que escreve o site TheGotQuestions.Org: “Não existe nenhum precedente bíblico que proíba as mulheres de servirem também como líderes de adoração, ministros de jovens ou diretores de crianças. A única restrição é que não assumam um papel de autoridade espiritual sobre os homens adultos. Uma vez que a preocupação nas Escrituras parece ser a questão da autoridade espiritual, em vez de função, qualquer papel que não conceda tal autoridade espiritual sobre homens adultos é permitida”.
Pb Francisco Barbosa