Classe Virtual:

Data/Hora Atualizada

25 de setembro de 2017

Lição 1 (JOVENS): Relevantes como o sal, resplandecentes como a luz



LIÇÕES BÍBLICAS CPAD
JOVENS
4º Trimestre de 2017
Título: Seguidores de Cristo — Testemunhando numa Sociedade em ruínas
Comentarista: Valmir Nascimento
Material de apoio gratuito aos professores e alunos de escola dominical que utilizam as revistas da CPAD

Lição 1: Relevantes como o sal, resplandecentes como a luz
Data: 01 de Outubro de 2017

TEXTO DO DIA
Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem o vosso Pai, que está nos céus(Mt 5.16).

SÍNTESE
O viver cristão autêntico é capaz de fazer uma diferença substancial na sociedade, não por meio de palavras, mas através de ações verdadeiras.

AGENDA DE LEITURA
Segunda — Mc 9.49: Salgados com fogo
Terça — Pv 4.18: A vereda dos justos brilha
Quarta — Jo 1.7: Dando testemunho da luz
Quinta — Jo 1.9: A luz que ilumina todos os homens
Sexta — Jo 8.12: A luz dissipa as trevas
Sábado — Tg 1.17: Deus, o Pai das Luzes

OBJETIVOS
Após esta aula, o aluno deverá estar apto a:
  • Reconhecer o poder do Evangelho para transformar a realidade social;
  • Explicar o que significa o cristão ser o “sal da terra”;
  • Saber o sentido de ser “luz do mundo”.

TEXTO BÍBLICO
Mateus 5.13-16.
13 Vós sois o sal da terra; e se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta, senão para se lançar fora e ser pisado pelos homens.
14 Vós sois a luz do mundo; não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte;
15 nem se acende a candeia e se coloca debaixo do alqueire, mas, no velador, e dá luz a todos que estão na casa.
16 Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem o vosso Pai, que está nos céus.

COMENTÁRIO DA LIÇÃO
INTRODUÇÃO
Jesus foi contundente ao dizer que os seus discípulos eram o sal da terra e a luz do mundo (Mt 5.13-16). Passados mais de dois mil anos após o Mestre proferir essa majestosa declaração, a responsabilidade que dela se extrai continua a ecoar sobre a vida dos seus seguidores. No decorrer deste trimestre, estudaremos a respeito de vários temas que evocam a aplicação dessa alegoria. Vivendo em tempos de caos, em meio a injustiças, desigualdades e conflitos, a Igreja é chamada a fazer a diferença e a testemunhar, diante dos homens, a relevância da fé cristã. Nesta primeira lição, aprenderemos acerca do comissionamento que recebemos do Senhor para fazermos a diferença no mundo, mesmo dentro de uma cultura decadente. [Comentário: Grande parte do tema do Sermão do Monte pertence claramente ao campo da teologia prática. O assunto principal não tem conotação transcendental, por assim dizer, mas trata de questões referentes ao caráter e ao comportamento de todo aquele que é discípulo de Cristo. Um novo estilo de vida é delineado pelo Mestre no seu célebre Sermão. Uma forma de viver que colide com os interesses materialistas, políticos, religiosos e egoístas que nos são ensinados desde a mais tenra idade. O choque gerado pela proposta de tal estilo de vida, não ficou no passado, pois nos dias atuais ele é ainda maior, visto que não somos ensinados a ver os valores do Reino de Deus como algo a ser acolhido, mas evitado. Em tempos de superexposição, sobretudo através das redes sociais, a mania é passar uma imagem irreal de si visando impressionar estranhos e conhecidos. Um discurso que prega a discrição e a influência através do exemplo sincero, não é apenas desafiador como, na ótica mundana, retrógrado e fora do seu tempo. Não obstante, vamos aprender que é dessa forma que o Mestre viveu e ensinou-nos a viver1. Ser sal da terra e luz do mundo significa ter uma vida que glorifica a Deus e leva outras pessoas a seguir Jesus. As boas obras podem ser muito pequenas mas têm um efeito muito grande. Todo crente é chamado para ser sal da terra e luz do mundo. Ao ensinar a vida e princípios do Reino, Jesus guia seus discípulos a pensar, viver e orar para que seu Reino alcance todo o planeta (Mt 6.10). Isso é visto claramente nos ensinos de suas parábolas no capítulo 13 de Mateus. A missão de pregar em ‘todos os lugares’ que ‘o reino de Deus está chegando’ dada por Jesus aos discípulos também reflete esse caráter expansivo do reino. Em nosso Texto de Ouro, o Rei deu-nos a ‘Grande Comissão’, a incumbência máxima de ir a todas as nações, ensinando e batizando a fim de integrá-las ao seu Reino. Escatologicamente, Cristo afirma que o fim somente chegaria quando ‘este evangelho do Reino’ fosse pregado ‘em todo o mundo’ (Mt 24.14). A Igreja é responsável por essa ‘Missão Integral’ e deve proclamar o evangelho mediante a pregação, bem como, de ações que se seguem a esta, visando o bem do homem como um todo. Esse entendimento teremos ao fim desta lição, compreendendo que a Missão Integral é uma ordenança divina. Boa Aula!] Dito isto, vamos pensar maduramente a fé cristã?
1. Revista de Jovens 2° trimestre de 2017;Lição 2: Sal da Terra e Luz do Mundo; 09/04/2017. César Moisés Carvalho (CPAD)

I. COMISSIONADOS PARA TRANSFORMAR O MUNDO

Lição 1 (ADULTOS): Uma Promessa de Salvação



LIÇÕES BÍBLICAS CPAD ADULTOS
4º Trimestre de 2017
Título: A Obra da Salvação: Jesus Cristo é o Caminho, a Verdade e a Vida
Comentarista: Pr. Claiton Ivan Pommerening
Material de apoio gratuito aos professores e alunos de escola dominical que utilizam as revistas da CPAD


Lição 1
1º de Outubro de 2017

Uma Promessa de Salvação

Texto Áureo

Verdade Prática
"E porei inimizade entre ti e a mulher e entre atua semente e a sua semente; esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar." (Gn 3.15)

A promessa da salvação foi a resposta amorosa de Deus para reconciliar consigo mesmo o ser humano.
.
Leitura Diária
Segunda - Gn 3.1-3: A liberdade para escolher
Terça - Gn 6.5-7: A tragédia da raça humana
Quarta: Gn 12.2: O plano de salvação para a humanidade

Quinta – Is 51.4,5: A salvação e a justiça vêm do justo Senhor
Sexta – Lc 4.18,19: Jesus, o Salvador da humanidade
Sábado - Ef 2.8: A salvação é dom de Deus.

Leitura Bíblica em Classe
Gênesis 3.9-15
9 E chamou o SENHOR Deus a Adão, e disse-lhe: Onde estás?
10 E ele disse: Ouvi a tua voz soar no jardim, e temi, porque estava nu, e escondi-me.
11 E Deus disse: Quem te mostrou que estavas nu? Comeste tu da árvore de que te ordenei que não comesses?
12 Então disse Adão: A mulher que me deste por companheira, ela me deu da árvore, e comi.
13 E disse o SENHOR Deus à mulher: Por

que fizeste isto? E disse a mulher: A serpente me enganou, e eu comi.
14 Então o SENHOR Deus disse à serpente: Porquanto fizeste isto, maldita serás mais que toda a fera, e mais que todos os animais do campo; sobre o teu ventre andarás, e pó comerás todos os dias da tua vida.
15 E porei inimizade entre ti e a mulher, e entre a tua semente e a sua semente; esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar.

HINOS SUGERIDOS: 27, 156,291 da Harpa Cristã

Objetivo Geral
Mostrar que a promessa da salvação foi a resposta amorosa de Deus para reconciliar consigo o ser humano.

Objetivos Específicos
Abaixo, os objetivos específicos referem-se ao que o professor deve atingir em cada tópico. Por exemplo, o objetivo I refere-se ao tópico I com os seus respectivos subtópicos.
- Apresentar o conceito bíblico de salvação;
- Mostrara importância da doutrina da salvação;
- Saber que a salvação foi prometida ainda no Éden.

COMENTÁRIO
INTRODUÇÃO
A salvação é um processo imediato (conversão) e contínuo na vida do crente (santificação). É necessário que o nascido de novo conheça todos os benefícios que essa dádiva, por intermédio da morte de Cristo, outorgou-lhe na cruz. A vida plena, a paz, a alegria, a misericórdia, a graça e a bondade que o crente desfruta provêm do milagre da salvação. [Comentário: A salvação é a maior de todas as bênçãos espirituais que o ser humano pode receber de Deus. Apesar disso, muitas pessoas não sabem o que ela é. Isso se deve, em parte, ao caráter simplório e superficial de boa parte da educação cristã ministrada em algumas denominações evangélicas e, em parte, pela ampla divulgação de algumas doutrinas massificantes que não chegam à essência da questão1. É importante responder uma questão: Somos salvos de quê? Na doutrina Cristã da salvação, somos salvos da “ira”; quer dizer, do julgamento de Deus sobre o pecado (Rm 5.9; 1Ts 5.9). Nosso pecado nos separou de Deus, e a consequência do pecado é morte (Rm 6.23). Salvação bíblica se refere à libertação da consequência do pecado e envolve, portanto, remoção do pecado2. Uma definição da doutrina Cristã da salvação seria: “A libertação espiritual e eterna que Deus concede imediatamente a aqueles que aceitam Suas condições de arrependimento e fé no Senhor Jesus”. Salvação só é possível através de Jesus Cristo (Jo 14.6; At 4.12), e depende de Deus para a sua provisão, garantia e segurança3. Salvação não significa apenas livramento da condenação do Inferno. Ela abarca todos os atos e processos redentores e transformadores da parte de Deus para com o homem e o mundo através de Jesus, o Redentor, nesta vida e na outra.] Dito isto, vamos pensar maduramente a fé cristã?
3. IBDEM.

PONTO CENTRAL
A promessa da salvação é a resposta amorosa de Deus para salvar a humanidade pecadora.

I – O CONCEITO BÍBLICO DE SALVAÇÃO

1. O conceito. O significado bíblico de salvação compreende cura, redenção, remédio, completude, inteireza, integralidade, saúde física, mental e emocional. No sentido espiritual, salvação quer dizer que Cristo fez a expiação pelo pecador, ocupando o lugar dele na cruz (passado), regenerando e santificando sua vida (presente), a fim de um dia "glorificar" o corpo dele plenamente (futuro). Assim, a salvação só é possível por causa da obra de Cristo consumada na cruz (Hb 2.10). No sentido prático, salvação significa livramento da condenação eterna, apaziguamento e felicidade na vida de quem aceita Jesus como Senhor e Salvador. Essa pessoa é nova criatura e, por isso, se esforça para compartilhar e implantar as virtudes do Reino de Deus no mundo. [Comentário: Salvação é a libertação do perigo ou sofrimento. Salvar é libertar ou proteger. A palavra carrega a idéia de vitória, saúde, ou preservação. Às vezes, a Bíblia usa palavras como salvo ou salvação para se referir à libertação temporária e física, tal como a libertação de Paulo da prisão (Fp 1.19)4. Não somos filhos de Deus por natureza. Devemos receber a Cristo a fim de nos tornarmos filhos de Deus. Somente Jesus pode limpar os nossos pecados e mudar nossa natureza; 1Pd 2.24: “Carregando ele mesmo em seu corpo, sobre o madeiro, os nossos pecados.” Jesus tomou nosso lugar e derramou seu sangue a fim de nos lavar os pecados. Quantia alguma de “boas obras” pode lavar um único pecado ou trocar nossa natureza. Salvação ocorre quando clamamos a Jesus, crendo, para nos salvar. Então ele entra em nossa vida e nos tornamos filhos de Deus com uma nova natureza. Embora a salvação não seja pelas obras, a salvação verdadeira sempre produz mudança de vida. Cristo entra mediante convite pessoal, como Senhor e Salvador para mudar nossa vida e viver sua vida por intermédio de nós5. Trabalhar pela salvação mostra incredulidade na suficiência de Jesus Cristo para nos salvar. Entretanto, a salvação verdadeira e a verdadeira fé, sempre produzem boas obras! Tiago 2:20: “Queres, pois, ficar certo, ó homem insensato, de que a fé sem as obras é inoperante?” Macieiras produzem maçãs. Os cristãos verdadeiros produzem boas obras. As maçãs são produtos da árvore e provam que é uma macieira. Mas já era macieira antes de produzir maçãs. Da mesma forma, as boas obras nunca produzem um cristão; meramente provam que essa pessoa é cristã. De acordo com 2 Coríntios 5.17: “E assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura: as cousas antigas já passaram; eis que se fizeram novas.” Devemos ter a salvação a fim de demonstrá-la, assim como devemos ter o carro antes de podermos demonstrá-lo!6]
6. IBDEM.


4º Trimestre de 2017 - Análise e abordagem - A obra da salvação

Lição 1: Uma Promessa de Salvação (Pr Agnaldo Betti)

Lição 1: Uma Promessa de Salvação (Prof Dr Caramuru)

20 de setembro de 2017

Lição 13 (JOVENS): O tempo de Deus está próximo



LIÇÕES BÍBLICAS CPAD
JOVENS
3º Trimestre de 2017
Título: Tempo para todas as coisas — Aproveitando as oportunidades que Deus nos dá
Comentarista: Reynaldo Odilo
Material de apoio gratuito aos professores e alunos de escola dominical que utilizam as revistas da CPAD

Lição 13: O tempo de Deus está próximo
Data: 24 de Setembro 2017

TEXTO DO DIA
O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia [...](2Pe 3.9).

SÍNTESE
Há sinais em toda parte que demonstram a proximidade do grande Dia do Senhor.

AGENDA DE LEITURA
Segunda — Ez 30.3: O dia do Senhor está perto
Terça — Hb 10.37: Um poucochinho de tempo
Quarta — Ap 12.12: Pouco tempo para o Diabo
Quinta — 1Jo 2.18: A última hora
Sexta — Hc 2.3: Certamente virá, não tardará
Sábado — Ap 1.:O tempo está próximo

OBJETIVOS
Após esta aula, o aluno deverá estar apto a:
  • MOSTRAR que a volta súbita de Jesus é uma verdade basilar para o Cristianismo, e que esse anelado evento acontecerá em breve;
  • IDENTIFICAR os sinais que precedem o arrebatamento da igreja;
  • CONSCIENTIZAR de que o Dia do Senhor será um dia glorioso para todos os remidos.

TEXTO BÍBLICO
1 Tessalonicenses 4.16-18.
16 Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro;
17 depois, nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor.
18 Portanto, consolai-vos uns aos outros com estas palavras.

COMENTÁRIO DA LIÇÃO
INTRODUÇÃO
Muitos questionam por que Deus não aparece logo na história e destrói, com isso, todo o materialismo e desobediência. A resposta que alguns apologistas dão é que, assim como o diretor de uma peça teatral aparece depois do último ato, quando as cortinas se fecham, assim Deus somente mostrará sua face ao mundo quando o espetáculo da vida chegar ao fim. [Comentário: O texto de 2 Pedro 3.10 diz: "Virá, pois, como ladrão o dia do Senhor, no qual os céus passarão com grande estrondo, e os elementos, ardendo, se dissolverão, e a terra, e as obras que nela há, serão descobertas." Este é o culminar de uma série de eventos chamada de "o dia do Senhor", o momento em que Deus vai intervir na história humana com o propósito de julgamento. Naquele tempo, tudo o que Deus criou, "os céus e a terra" (Gn 1.1), Ele destruirá. Ninguém sabe a data quando Jesus voltará. É impossível prever quando esse dia será porque acontecerá quando não estivermos à espera (Mt 24.36). Se alguém diz que sabe quando vai acontecer, está enganado. Se alguém disser que Jesus já voltou, não devemos acreditar porque quando acontecer o mundo todo saberá (Mc 13.21-22). Há muitas interpretações acerca da volta de Jesus, isso por que as Escrituras dão margem a estas correntes de pensamento escatológico. A ordem dos eventos da segunda vinda de Jesus não é clara na Bíblia, dando origem a diversas correntes de interpretação. O mais importante é que Jesus vai voltar um dia e devemos estar preparados, porque pode acontecer em qualquer altura. A melhor forma de preparar para a segunda vinda de Jesus é abandonar o pecado e viver para a glória de Deus (2 Pd 3.14).] Dito isto, vamos pensar maduramente a fé cristã?

I. A VOLTA SÚBITA DE JESUS CRISTO

18 de setembro de 2017

Lição 13: Sobre a Família e a sua Natureza


LIÇÕES BÍBLICAS CPAD ADULTOS
3º Trimestre de 2017
Título: A razão da nossa fé — Assim cremos, assim vivemos - Comentarista: Esequias Soares
Material de apoio gratuito aos professores e alunos de escola dominical que utilizam as revistas da CPAD


Lição 13
24 de Setembro de 2017

Sobre a Família e a sua Natureza

Texto Áureo

Verdade Prática
"Portanto, deixará o varão o seu pai e a sua mãe e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne." (Gn 2.24)

O casamento foi instituído por Deus e ratificado por nosso Senhor Jesus Cristo como união entre um homem e uma mulher, nascidos macho e fêmea.
.
Leitura Diária
Segunda: Gn 1.27: Deus criou a espécie humana
Terça: Gn 2.18: Deus não criou o homem para viver na solidão
Quarta: Mt 19.4-6: O casamento deve ser entre um homem e uma mulher

Quinta: Js 24.15: Minha casa e eu servimos ao Senhor
Sexta: Sl 128.1-4: O segredo de uma família
Sábado: Ef 5.31-33: A sacralidade da família


Leitura Bíblica em Classe
Gênesis 2.18-24
18 E disse o SENHOR Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma ajudadora idônea para ele.
19 Havendo, pois, o SENHOR Deus formado da terra todo o animal do campo, e toda a ave dos céus, os trouxe a Adão, para este ver como lhes chamaria; e tudo o que Adão chamou a toda a alma vivente, isso foi o seu nome.
20 E Adão pôs os nomes a todo o gado, e às aves dos céus, e a todo o animal do campo; mas para o homem não se achava ajudadora idônea.

21 Então o SENHOR Deus fez cair um sono pesado sobre Adão, e este adormeceu; e tomou uma das suas costelas, e cerrou a carne em seu lugar;
22 E da costela que o SENHOR Deus tomou do homem, formou uma mulher, e trouxe-a a Adão.
23 E disse Adão: Esta é agora osso dos meus ossos, e carne da minha carne; esta será chamada mulher, porquanto do homem foi tomada.
24 Portanto deixará o homem o seu pai e a sua mãe, e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne.

HINOS SUGERIDOS: 150,195, 597 da Harpa Cristã

Objetivo Geral
Apresentar o ensinamento bíblico sobre a origem e o propósito da família.

Objetivos Específicos
Abaixo, os objetivos específicos referem-se ao que o professor deve atingir em cada tópico. Por exemplo, o objetivo I refere-se ao tópico I com os seus respectivos subtópicos.
(I)   Mostrar a formação do ser humano;
(II)    Explicar a origem da família e o papel da mulher na sociedade israelita;
(III)   Especificar os princípios básicos da família;
(IV)   Conscientizar os crentes acerca do desafio da Igreja hoje.

COMENTÁRIO
INTRODUÇÃO
A família é assunto de interesse geral, de cristãos e não-cristãos, de religiosos e não-religiosos. Trata-se de um projeto de Deus para os seres humanos. O livro de Gênesis traz Um breve e singelo relato de como tudo isso começou e também revela o propósito de Deus para a família. Não existe prazo de validade para os princípios estabelecidos nessa narrativa e eles continuam valendo na atualidade. Esse é o enfoque da última lição. [Comentário: A família é muito importante para Deus, é uma instituição sagrada, criada por Ele. Quando o homem foi criado, Deus viu que não era bom que ele estivesse sozinho, e por isso criou a mulher para ser sua companheira. Juntos, eles receberam a ordem de se multiplicar e povoar a Terra em Gênesis 1.28. Mais tarde, foi dito que o homem que se casasse deveria sair da sua casa, deixando pai e mãe para se tornar um com a sua esposa (Gn 2.24). Após a criação do primeiro casal, a Bíblia fala sobre muitas famílias. Gênesis 12 diz que através da família de Abraão, todas as famílias da terra seriam abençoadas1. Quando temos dificuldade com a geladeira, entendemos que o fabricante, que escreveu o manual do usuário, sabe mais sobre o aparelho do que nós. Lemos o manual para resolver o problema. Quando vemos tantos problemas nas famílias de hoje, só faz sentido que nosso Criador, que escreveu o "manual do usuário", sabe mais a respeito da família do que nós. Precisamos ler o manual para achar como construir e manter bons lares. Encontramos estas instruções na Bíblia. Ela nos guia em cada aspecto do serviço a ele, incluindo a realização de nossos papéis na família2.] Dito isto, vamos pensar maduramente a fé cristã?

PONTO CENTRAL
O casamento entre um homem e uma mulher foi instituído por Deus.

l- A ORIGEM