Classe Virtual:

Data/Hora Atualizada

10 de dezembro de 2018

Lição 11: Despertemos para a Vinda do Grande Rei


REVISTA ADULTOS 4° TRIMESTRE 2018
TEMA: As Parábolas de Jesus – As Verdades e Princípios Divinos para uma Vida Abundante
COMENTARISTA: Pr. Wagner Tadeu dos Santos Gaby


Lição 11
16 de Dezembro de 2018
Despertemos para a Vinda do Grande Rei

TEXTO ÁUREO

VERDADE PRÁTICA
"Vigiai, pois, porque não sabeis a que hora há de vir o vosso Senhor.” (Mt 24.42)

Jesus pode voltar a qualquer momento, por isso temos de estar preparados.

LEITURA BÍBLICA EM CLASSE
Mateus 25.1-13
1 Então, o Reino dos céus será semelhante a dez virgens que, tomando as suas lâmpadas, saíram ao encontro do esposo.
2 E cinco delas eram prudentes, e cinco, loucas.
3 As loucas, tomando as suas lâmpadas, não levaram azeite consigo.
4 Mas as prudentes levaram azeite em suas vasilhas, com as suas lâmpadas.
5 E, tardando o esposo, tosquenejaram todas e adormeceram.
6 Mas, à meia-noite, ouviu-se um clamor: Aí vem o esposo! Saí-lhe ao encontro!
7 Então, todas aquelas virgens se levantaram e prepararam as suas lâmpadas.
8 E as loucas disseram às prudentes: Dai-nos do vosso azeite, porque as nossas lâmpadas se apagam.
9 Mas as prudentes responderam, dizendo: Não seja caso que nos falte a nós e a vós; ide, antes, aos que o vendem e comprai-o para vós.
10 E, tendo elas ido comprá-lo, chegou o esposo, e as que estavam preparadas entraram com ele para as bodas, e fechou-se a porta.
11 E, depois, chegaram também as outras virgens, dizendo: Senhor, senhor, abre-nos a porta!
12 E ele, respondendo, disse: Em verdade vos digo que vos não conheço.
13 Vigiai, pois, porque não sabeis o Dia nem a hora em que o Filho do Homem há de vir.

INTRODUÇÃO
A parábola das dez virgens ensina que somos responsáveis, individualmente, pela nossa condição espiritual. Nessa parábola, Jesus declara solenemente a impossibilidade de sabermos o momento da sua volta, por isso, temos de estar preparados para tal acontecimento. Devemos estar prontos para o momento em que Jesus voltar a fim de levar seu povo para o céu. A vinda do Senhor será uma ocasião de grande regozijo para os crentes fiéis, sendo comparada a um banquete de casamento. Desde já a coroa da justiça está guardada para "todos os que amarem a sua vinda" (2 Tm 4.8). Infelizmente, para muitos será tempo de desengano, julgamento e desespero.(LB CPAD, 4º Trim 2018, Lição 11, 16 Dez 18).
A parábola das dez virgens foi contada por Jesus para nos explicar a importância de estarmos preparados para sua volta. As cenas descrevem o casamento judaico naqueles dias e para a compreensão desta parábola é bom conhecer o costume da época. As dez virgens eram as damas de companhia da noiva e estavam esperando a chegada do noivo para início da festa de casamento. Todas tinham candeias, que deveriam acender quando o noivo chegasse. Isso fazia parte da cerimônia de casamento; a lição da parábola está no fato de que cinco das virgens eram sensatas e tinham trazido óleo para suas candeias, mas as outras cinco eram tolas e não levaram óleo. A chegada do noivo representa a segunda vinda de Jesus e as virgens representam os crentes, que devem esperar por ele. Sem aferir significados diversos e estranhos à parábola, devemos entender que as virgens prudentes representam os que ouvem o evangelho, se convertem e vivem para a glória de Deus (2Pd 3.11-13). As virgens néscias representam as pessoas que, tendo ouvido o evangelho, não mudam de vida. Continuam na velha vida do pecado, sem pensar nas consequências nem se arrependerem e apanhadas em sua insensatez. Vamos ao desdobramento desta lição.  Dito isto, vamos pensar maduramente a fé cristã?

I – INTERPRETANDO A PARÁBOLA DAS DEZ VIRGENS

1. O Reino dos céus será semelhante a dez virgens. Essa é uma das parábolas que, ao longo do tempo, já recebeu muitas interpretações por ser um texto importante, porém nada fácil de entender (Mt 25.1-13). Das diversas vezes que encontramos em Mateus a expressão "Reino dos céus" (3.2; 4.17; 5.3; 10.7; 11.12; 13.24,31,33,44 etc.), essa é uma delas em que o sentido não se refere apenas ao Reino trazido por Cristo com a mensagem do Evangelho, mas sim como sinônimo de vida eterna e de Reino plenamente instaurado (5.20; 7.21; 8.11; 11.11; 13.47-50 etc.). A palavra "virgens" significava que eram sábias, irrepreensíveis, simbolizando os crentes cuja vida exterior era sem qualquer mancha, pois os que seguem a Cristo são chamados de "virgens" (Ap 14.4; 2 Co 11.2).(LB CPAD, 4º Trim 2018, Lição 11, 16 Dez 18).
O termo "virgens" aponta para as convidadas da noiva para serem as “damas de companhia”, não significa que eram “sábias, irrepreensíveis”, como afirmado neste subtópico, isso porque elas estão divididas em dois grupos, as sábias e as néscias; que elas representam a totalidade daqueles que congregam, não há dúvidas - as insensatas levavam a lâmpada da religiosidade. Aparentemente, faziam o que deviam, mas sem unção. O óleo do Espírito em suas vidas estava em nível baixo, e suas lâmpadas destinadas a não durar muito. A religião sem o poder de Deus não dura muito tempo.. Devemos ter cuidado no estudo e interpretação da parábola, isso porque ela trata do arrebatamento da Igreja, e a bíblia é enfática ao afirmar que a Igreja toda – entenda, a reunião de todos os salvos, não apenas os que estiverem vivos, mas também os que já dormem (1Co 15.52; 1Ts 4.16), serão levados. Em nenhum lugar a Bíblia ensina que um verdadeiro filho de Deus poderá ser deixado para trás. O Espírito Santo nos diz, através de Paulo que “todos seremos transformados.” (1Co 15.51). Não podemos pensar que o Senhor Jesus viria buscar uma Noiva incompleta, imperfeita — todos os salvos fazem parte da Igreja do Senhor, da Sua Noiva, e todos serão levados. É claro que “nem todo o que me diz 'Senhor, Senhor' entrará no reino dos céus” (Mt 7.21); há muitos que dizem ser cristãos, mas não o são. Todo verdadeiro filho de Deus, porém, que experimentou o novo nascimento, será arrebatado; ninguém será deixado, embora alguns irão ter que se envergonhar naquele grande dia (1Jo 2.28).

*******************************************************************

Lição 11: Despertemos para a Vinda do Grande Rei (Prof Caramuru)