Classe Virtual:

Data/Hora Atualizada

20 de setembro de 2017

Lição 13 (JOVENS): O tempo de Deus está próximo



LIÇÕES BÍBLICAS CPAD
JOVENS
3º Trimestre de 2017
Título: Tempo para todas as coisas — Aproveitando as oportunidades que Deus nos dá
Comentarista: Reynaldo Odilo
Material de apoio gratuito aos professores e alunos de escola dominical que utilizam as revistas da CPAD

Lição 13: O tempo de Deus está próximo
Data: 24 de Setembro 2017

TEXTO DO DIA
O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia [...](2Pe 3.9).

SÍNTESE
Há sinais em toda parte que demonstram a proximidade do grande Dia do Senhor.

AGENDA DE LEITURA
Segunda — Ez 30.3: O dia do Senhor está perto
Terça — Hb 10.37: Um poucochinho de tempo
Quarta — Ap 12.12: Pouco tempo para o Diabo
Quinta — 1Jo 2.18: A última hora
Sexta — Hc 2.3: Certamente virá, não tardará
Sábado — Ap 1.:O tempo está próximo

OBJETIVOS
Após esta aula, o aluno deverá estar apto a:
  • MOSTRAR que a volta súbita de Jesus é uma verdade basilar para o Cristianismo, e que esse anelado evento acontecerá em breve;
  • IDENTIFICAR os sinais que precedem o arrebatamento da igreja;
  • CONSCIENTIZAR de que o Dia do Senhor será um dia glorioso para todos os remidos.

TEXTO BÍBLICO
1 Tessalonicenses 4.16-18.
16 Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro;
17 depois, nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor.
18 Portanto, consolai-vos uns aos outros com estas palavras.

COMENTÁRIO DA LIÇÃO
INTRODUÇÃO
Muitos questionam por que Deus não aparece logo na história e destrói, com isso, todo o materialismo e desobediência. A resposta que alguns apologistas dão é que, assim como o diretor de uma peça teatral aparece depois do último ato, quando as cortinas se fecham, assim Deus somente mostrará sua face ao mundo quando o espetáculo da vida chegar ao fim. [Comentário: O texto de 2 Pedro 3.10 diz: "Virá, pois, como ladrão o dia do Senhor, no qual os céus passarão com grande estrondo, e os elementos, ardendo, se dissolverão, e a terra, e as obras que nela há, serão descobertas." Este é o culminar de uma série de eventos chamada de "o dia do Senhor", o momento em que Deus vai intervir na história humana com o propósito de julgamento. Naquele tempo, tudo o que Deus criou, "os céus e a terra" (Gn 1.1), Ele destruirá. Ninguém sabe a data quando Jesus voltará. É impossível prever quando esse dia será porque acontecerá quando não estivermos à espera (Mt 24.36). Se alguém diz que sabe quando vai acontecer, está enganado. Se alguém disser que Jesus já voltou, não devemos acreditar porque quando acontecer o mundo todo saberá (Mc 13.21-22). Há muitas interpretações acerca da volta de Jesus, isso por que as Escrituras dão margem a estas correntes de pensamento escatológico. A ordem dos eventos da segunda vinda de Jesus não é clara na Bíblia, dando origem a diversas correntes de interpretação. O mais importante é que Jesus vai voltar um dia e devemos estar preparados, porque pode acontecer em qualquer altura. A melhor forma de preparar para a segunda vinda de Jesus é abandonar o pecado e viver para a glória de Deus (2 Pd 3.14).] Dito isto, vamos pensar maduramente a fé cristã?

I. A VOLTA SÚBITA DE JESUS CRISTO

18 de setembro de 2017

Lição 13: Sobre a Família e a sua Natureza


LIÇÕES BÍBLICAS CPAD ADULTOS
3º Trimestre de 2017
Título: A razão da nossa fé — Assim cremos, assim vivemos - Comentarista: Esequias Soares
Material de apoio gratuito aos professores e alunos de escola dominical que utilizam as revistas da CPAD


Lição 13
24 de Setembro de 2017

Sobre a Família e a sua Natureza

Texto Áureo

Verdade Prática
"Portanto, deixará o varão o seu pai e a sua mãe e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne." (Gn 2.24)

O casamento foi instituído por Deus e ratificado por nosso Senhor Jesus Cristo como união entre um homem e uma mulher, nascidos macho e fêmea.
.
Leitura Diária
Segunda: Gn 1.27: Deus criou a espécie humana
Terça: Gn 2.18: Deus não criou o homem para viver na solidão
Quarta: Mt 19.4-6: O casamento deve ser entre um homem e uma mulher

Quinta: Js 24.15: Minha casa e eu servimos ao Senhor
Sexta: Sl 128.1-4: O segredo de uma família
Sábado: Ef 5.31-33: A sacralidade da família


Leitura Bíblica em Classe
Gênesis 2.18-24
18 E disse o SENHOR Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma ajudadora idônea para ele.
19 Havendo, pois, o SENHOR Deus formado da terra todo o animal do campo, e toda a ave dos céus, os trouxe a Adão, para este ver como lhes chamaria; e tudo o que Adão chamou a toda a alma vivente, isso foi o seu nome.
20 E Adão pôs os nomes a todo o gado, e às aves dos céus, e a todo o animal do campo; mas para o homem não se achava ajudadora idônea.

21 Então o SENHOR Deus fez cair um sono pesado sobre Adão, e este adormeceu; e tomou uma das suas costelas, e cerrou a carne em seu lugar;
22 E da costela que o SENHOR Deus tomou do homem, formou uma mulher, e trouxe-a a Adão.
23 E disse Adão: Esta é agora osso dos meus ossos, e carne da minha carne; esta será chamada mulher, porquanto do homem foi tomada.
24 Portanto deixará o homem o seu pai e a sua mãe, e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne.

HINOS SUGERIDOS: 150,195, 597 da Harpa Cristã

Objetivo Geral
Apresentar o ensinamento bíblico sobre a origem e o propósito da família.

Objetivos Específicos
Abaixo, os objetivos específicos referem-se ao que o professor deve atingir em cada tópico. Por exemplo, o objetivo I refere-se ao tópico I com os seus respectivos subtópicos.
(I)   Mostrar a formação do ser humano;
(II)    Explicar a origem da família e o papel da mulher na sociedade israelita;
(III)   Especificar os princípios básicos da família;
(IV)   Conscientizar os crentes acerca do desafio da Igreja hoje.

COMENTÁRIO
INTRODUÇÃO
A família é assunto de interesse geral, de cristãos e não-cristãos, de religiosos e não-religiosos. Trata-se de um projeto de Deus para os seres humanos. O livro de Gênesis traz Um breve e singelo relato de como tudo isso começou e também revela o propósito de Deus para a família. Não existe prazo de validade para os princípios estabelecidos nessa narrativa e eles continuam valendo na atualidade. Esse é o enfoque da última lição. [Comentário: A família é muito importante para Deus, é uma instituição sagrada, criada por Ele. Quando o homem foi criado, Deus viu que não era bom que ele estivesse sozinho, e por isso criou a mulher para ser sua companheira. Juntos, eles receberam a ordem de se multiplicar e povoar a Terra em Gênesis 1.28. Mais tarde, foi dito que o homem que se casasse deveria sair da sua casa, deixando pai e mãe para se tornar um com a sua esposa (Gn 2.24). Após a criação do primeiro casal, a Bíblia fala sobre muitas famílias. Gênesis 12 diz que através da família de Abraão, todas as famílias da terra seriam abençoadas1. Quando temos dificuldade com a geladeira, entendemos que o fabricante, que escreveu o manual do usuário, sabe mais sobre o aparelho do que nós. Lemos o manual para resolver o problema. Quando vemos tantos problemas nas famílias de hoje, só faz sentido que nosso Criador, que escreveu o "manual do usuário", sabe mais a respeito da família do que nós. Precisamos ler o manual para achar como construir e manter bons lares. Encontramos estas instruções na Bíblia. Ela nos guia em cada aspecto do serviço a ele, incluindo a realização de nossos papéis na família2.] Dito isto, vamos pensar maduramente a fé cristã?

PONTO CENTRAL
O casamento entre um homem e uma mulher foi instituído por Deus.

l- A ORIGEM

Lição 13: Sobre a Família e a sua Natureza (AD Lages-SC)

Lição 13: Sobre a família e a sua natureza (Prof Caramuru)

12 de setembro de 2017

Lição 12 (JOVENS): Milagres no nosso tempo



LIÇÕES BÍBLICAS CPAD
JOVENS
3º Trimestre de 2017
Título: Tempo para todas as coisas — Aproveitando as oportunidades que Deus nos dá
Comentarista: Reynaldo Odilo
Material de apoio gratuito aos professores e alunos de escola dominical que utilizam as revistas da CPAD

Lição 12: Milagres no nosso tempo
Data: 17 de Setembro de 2017

TEXTO DO DIA
Jesus Cristo é o mesmo ontem, e hoje, e eternamente(Hb 13.8).

SÍNTESE
Os milagres são eventos naturais para Deus, mas sobrenaturais para os homens.

AGENDA DE LEITURA
Segunda: Is 53.4: O sacrifício de Jesus, garantia da cura
Terça: Is 61.1: A unção sobre Jesus, garantia dos milagres
Quarta: Mc 16.17: A promessa de Jesus
Quinta: Mt 10.1: Os discípulos como instrumentos dos milagres
Sexta: Sl 77.14: O Deus que realiza milagres
Sábado: Mt 19.26: Para Deus tudo é possível

OBJETIVOS
Após esta aula, o aluno deverá estar apto a:
  • DISCUTIR a respeito da invasão do sobrenatural, milagres, em algumas igrejas;
  • MOSTRAR que o Cristianismo é um grande milagre;
  • DISSERTAR a respeito do simbolismo do milagre, sua natureza.

TEXTO BÍBLICO
Lucas 1.26,27,29-31,34,35,37,38.
26 E, no sexto mês, foi o anjo Gabriel enviado por Deus a uma cidade da Galileia, chamada Nazaré,
27 a uma virgem desposada com um varão cujo nome era José, da casa de Davi; e o nome da virgem era Maria.
29 E, vendo-o ela, turbou-se muito com aquelas palavras e considerava que saudação seria esta.
30 Disse-lhe, então, o anjo: Maria, não temas, porque achaste graça diante de Deus,
31 E eis que em teu ventre conceberás, e darás à luz um filho, e pôr-lhe-ás o nome de Jesus.
34 E disse Maria ao anjo: Como se fará isso, visto que não conheço varão?
35 E, respondendo o anjo, disse-lhe: Descerá sobre ti o Espírito Santo, e a virtude do Altíssimo te cobrirá com a sua sombra; pelo que também o Santo, que de ti há de nascer, será chamado Filho de Deus.
37 Porque para Deus nada é impossível.
38 Disse, então, Maria: Eis aqui a serva do Senhor; cumpra-se em mim segundo a tua palavra. E o anjo ausentou-se dela.

COMENTÁRIO DA LIÇÃO
INTRODUÇÃO
O verdadeiro Cristianismo acredita nos milagres de Deus, pois há provas abundantes de que o Senhor intervém sobrenaturalmente na natureza. O materialismo, porém, defende que a natureza é a única realidade existente (Engels), sendo ela própria sua causa primeira (e não Deus), a qual funcionaria com base em leis naturais fundamentais, porém não responde qual a origem dessas leis, como elas foram estabelecidas, ou mesmo quem escolheu o modelo de funcionamento da Natureza. Por tudo isso, Einstein dizia que “o mais incompreensível do mundo é que ele seja compreensível”. [Comentário: Os milagres foram fatos marcantes na vida do Senhor Jesus e de seus apóstolos, dos setenta discípulos, e de mais algumas pessoas ligadas aos apóstolos e por eles comissionadas. Principalmente depois da ressurreição do Senhor Jesus Cristo, Deus deu a esse método uma atenção especial, pois através dele autenticou o testemunho e a mensagem dos apóstolos, mensagem essa que forma a base (fundamento) doutrinária da sua igreja e está revelada no Novo Testamento. Sendo também os milagres, um sinal para o infiel Israel, pois eles (os Judeus) buscavam sinais (1Co 1.22)1. Comentando sobre o Evangelho de Marcos, uma vez o historiador sobre o século I, Robert Grant, afirmou, “é difícil achar qualquer grão não milagroso no Evangelho”. Dos 661 versículos que se encontram neste Evangelho, 209 tratam de milagres. Jesus não só pregou a chegada do reino de Deus como também a demonstrou através do ministério de cura, expulsão de demônios e outros milagres. Estes faziam parte normal do seu ministério (Mateus 4.23). Até os judeus mais hostis a Jesus reconheceram-no como operador milagroso de maravilhas e exorcista. Também Jesus deu aos seus doze discípulos a autoridade para realizar estas operações, como sinal e demonstração de que o reino estava próximo (Mateus 10.7), e fez o mesmo para com os setenta discípulos (Lucas 10.8-9). Estes sinais evidenciaram a chegada do reino e a vitória conseqüente sobre Satanás e seu poder (Mateus 11.22-28 par.). Quando examinamos os momentos “críticos” ou “chaves” na história quando havia um avanço significante nos propósitos redentores de Deus, sempre encontramos a presença de sinais extraordinários. Por quê? Não tanto para o povo de Deus, quer seja Israel ou a igreja, mas para que o mundo, as nações saibam que IAHWEH é o Deus verdadeiro e O glorifiquem. Qualquer outra motivação além deste testemunho bíblico deve levar a certa suspeita. Portanto, os milagres servem a um propósito missionário. Dirigem-se ao mundo com a finalidade de chamá-lo para glorificar a Deus. Relegar-lhes qualquer papel ou nível insignificante só seria desprezar, ou na melhor hipótese, ignorar sua importância no desempenho do desafio missionário. Dizer que não são operantes hoje seria distorcer o testemunho bíblico pelos olhos da incredulidade. Não disse Jesus que o crente nele faria maiores obras que Ele (João 14.12)? Paulo não esclareceu que as manifestações milagrosas, o carismati, só desapareceriam depois da vinda de Cristo glorificado (1 Coríntios 13.10)?2] Dito isto, vamos pensar maduramente a fé cristã?

I. MILAGRE: A INVASÃO DO SOBRENATURAL

10 de setembro de 2017

Lição 12: O Mundo Vindouro



LIÇÕES BÍBLICAS CPAD ADULTOS
3º Trimestre de 2017
Título: A razão da nossa fé — Assim cremos, assim vivemos - Comentarista: Esequias Soares
Material de apoio gratuito aos professores e alunos de escola dominical que utilizam as revistas da CPAD


Lição 12
17 de Setembro de 2017

O Mundo Vindouro

Texto Áureo

Verdade Prática
"E vi um novo céu e uma nova terra. Porque já o primeiro céu e a primeira terra passaram, e o mar já não existe." (Ap 21.1)

Cremos no Juízo Final, no qual serão julgados os que fizerem parte da Última Ressurreição; e cremos na vida eterna para os infiéis.
.
Leitura Diária
Segunda: At 24.15 - Todos os mortos serão ressuscitados
Terça: Is 65.20-22 - A longevidade humana, característica do Reino Milenar de Cristo
Quarta: 1Co 15.26 - A morte será aniquilada para sempre no Juízo Final

Quinta: Mt 25.46 - Há na eternidade um lugar para os justos e outro para os injustos
Sexta: Ap 20.1-3 - O Milênio será instaurado por ocasião da vinda de Cristo em glória
Sábado: Ap 22.3-5- Uma amostra da glória do lar dos santos


Leitura Bíblica em Classe
Apocalipse 21.1-5
1 E VI um novo céu, e uma nova terra. Porque já o primeiro céu e a primeira terra passaram, e o mar já não existe.
2 E eu, João, vi a santa cidade, a nova Jerusalém, que de Deus descia do céu, adereçada como uma esposa ataviada para o seu marido.
3 E ouvi uma grande voz do céu, que dizia: Eis aqui o tabernáculo de Deus com os homens, pois com eles habitará, e eles

serão o seu povo, e o mesmo Deus estará com eles, e será o seu Deus.
4 E Deus limpará de seus olhos toda a lágrima; e não haverá mais morte, nem pranto, nem clamor, nem dor; porque já as primeiras coisas são passadas.
5 E o que estava assentado sobre o trono disse: Eis que faço novas todas as coisas. E disse-me: Escreve; porque estas palavras são verdadeiras e fiéis.

HINOS SUGERIDOS: 2, 36, 276 da Harpa Cristã

Objetivo Geral
Expor a doutrina bíblica do Milênio, do Juízo Final e da nova criação de todas as coisas.

Objetivos Específicos
Abaixo, os objetivos específicos referem-se ao que o professor deve atingir em cada tópico. Por exemplo, o objetivo I refere-se ao tópico I com os seus respectivos subtópicos.
(I)   Descrever a doutrina bíblica do Milênio;
(II)  Explicar o Juízo Final;
(III) Esclarecer a doutrina bíblica sobre a nova Criação.

COMENTÁRIO
INTRODUÇÃO
O mundo vindouro abordado na presente lição pretende mostrar o que virá depois do Juízo Final, o novo céu e a nova terra, a nova Jerusalém, o lar dos santos na eternidade e por toda a eternidade. Trata-se definitivamente do epílogo da história humana. Mas haverá alguns eventos que precederão o mundo vindouro, como o Reino de Cristo de mil anos, o Juízo Final e a ressurreição de todos os incrédulos, bem como o seu destino final. [Comentário: A primeira coisa a entender sobre o juízo final é que não pode ser evitado. Independentemente de como interpretemos a profecia sobre o fim dos tempos, a Bíblia nos diz que "como aos homens está ordenado morrerem uma só vez, vindo depois o juízo" (Hebreus 9.27). Todos nós temos um compromisso divino com o nosso Criador. O apóstolo João registrou alguns detalhes do julgamento final: "E vi um grande trono branco e o que estava assentado sobre ele, de cuja presença fugiram a terra e o céu; e não foi achado lugar para eles. E vi os mortos, grandes e pequenos, em pé diante do trono; e abriram-se uns livros; e abriu-se outro livro, que é o da vida; e os mortos foram julgados pelas coisas que estavam escritas nos livros, segundo as suas obras. O mar entregou os mortos que nele havia; e a morte e o além entregaram os mortos que neles havia; e foram julgados, cada um segundo as suas obras. E a morte e o inferno foram lançados no lago de fogo. Esta é a segunda morte, o lago de fogo. E todo aquele que não foi achado inscrito no livro da vida, foi lançado no lago de fogo" (Apocalipse 20.11-15)1. Essa passagem notável nos apresenta o julgamento final – o fim da história humana e o início do estado eterno. Mas, o que precede e o que vem depois? Este pequeno estudo não pretende cobrir tudo que é tratado na Palavra de Deus sobre o milênio, o Juízo Final, a Nova Criação e a Eternidade. Tão-somente teremos instrução clara e objetiva de alguns pormenores destes temas maravilhosos. Infelizmente, nossos irmãos, em nossas Igrejas, sabem pouco sobre o Reino Milenar de Cristo nesta terra e os demais assuntos desenvolvidos aqui. Uma era futura, onde se cumprirá as promessas de Deus referente as alianças firmadas por Ele no decorrer da história bíblica.] Dito isto, vamos pensar maduramente a fé cristã?


PONTO CENTRAL
Deus consumará todas as coisas, pois haverá novos céus e nova terra.

I-SOBRE O MILÊNIO