Classe Virtual:

Data/Hora Atualizada

QUER FAZER MISSÕES?

QUER FAZER MISSÕES?
O Templo precisa ser concluído. Entre em contato com o Pastor daquela igreja e saiba como ajudar

29 de março de 2017

Lição 1: A Formação do Caráter Cristão



LIÇÕES BÍBLICAS CPAD – ADULTOS - 2º Trimestre de 2017
Título: O Caráter do Cristão - Moldado pela Palavra de Deus e provado como ouro
Comentarista: Elinaldo Renovato

- Lição 1 -
2 de Abril de 2017

A Formação do Caráter Cristão

TEXTO ÁUREO

VERDADE PRÁTICA
"Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne vivo-a na fé do Filho de Deus, o qual me amou e se entregou a si mesmo por mim."
(Gl 5.20)

O homem nascido de novo tem o seu caráter transformado pelo Espírito Santo.

LEITURA DIÁRIA
Segunda - Jo 3.3
Novo nascimento, uma transformação de dentro para fora
Terça -  Jo 2.1-12
Jesus transforma água em vinho
Quarta -   2Co 5.17
Nova criatura, novo caráter

Quinta - Gn 3.6,7
O caráter é corrompido pelo pecado
Sexta - Ef 4.20-24
A graça divina restaura o caráter
Sábado -  Sl 1.1
Diariamente precisamos aprimorar nosso caráter


LEITURA BÍBLICA EM CLASSE
Efésios 4.17-24
17 E digo isto, e testifico no Senhor, para que não andeis mais como andam também os outros gentios, na vaidade da sua mente.
18 Entenebrecidos no entendimento, separados da vida de Deus pela ignorância que há neles, pela dureza do seu coração;
19 Os quais, havendo perdido todo o sentimento, se entregaram à dissolução, para com avidez cometerem toda a impureza.
20 Mas vós não aprendestes assim a Cristo,
21 Se é que o tendes ouvido, e nele fostes ensinados, como está a verdade em Jesus;
22 Que, quanto ao trato passado, vos despojeis do velho homem, que se corrompe pelas concupiscências do engano;
23 E vos renoveis no espírito da vossa mente;
24 E vos revistais do novo homem, que segundo Deus é criado em verdadeira justiça e santidade.

HINOS SUGERIDOS: 5, 390, 432 da Harpa Cristã.

OBJETIVO GERAL

Mostrar corno se dá a formação do caráter cristão.


OBJETIVOS ESPECÍFICOS
Abaixo, os objetivos específicos referem-se ao que o professor deve atingir em cada tópico. Por exemplo, o objetivo I refere-se ao tópico I com os seus respectivos subtópicos.
- Reconhecer o caráter na realidade do homem;
- Mostrar como se deu a deformação do caráter humano;
- Explicar a redenção do caráter humano.


INTERAGINDO COM O PROFESSOR
Prezado professor, neste trimestre teremos a oportunidade ímpar de estudar a respeito da formação do caráter cristão. Você tem evidenciado Cristo mediante suas ações e palavras? Então, não terá dificuldade alguma em trabalhar com os temas das lições. O comentarista do trimestre é o pastor Elinaldo Renovato de Lima, autor de diversos livros e líder da Assembleia de Deus em Parnamirim, RN. Que mediante o estudo de cada lição, você e seus alunos  possam evidenciar os valores do Reino em meio a uma geração que tem rejeitado os princípios divinos.

COMENTÁRIO
INTRODUÇÃO
Neste trimestre, teremos a oportunidade ímpar de estudar a respeito do caráter. Todo ser humano tem caráter, seja ele bom, seja ele mau, exemplar, ímpio ou santo. Deus criou o homem bom e perfeito, mas o pecado maculou o seu caráter. Por isso, todos necessitam de uma transformação espiritual e moral. Veremos que somente o Deus de toda a perfeição, mediante o Filho, pode transformar o caráter de uma pessoa. [Comentário: Em seu livro A Busca do Caráter (Ed Vida, 1999), Charles Swindoll escreve: “Deus está permanentemente em busca de algo. Você já pensou nisso um dia? A busca de Deus é o propósito tramado no estofo do Novo Testamento. O padrão que ele persegue está definido em Romanos 8.29, onde ele promete que nos conformará à imagem de seu Filho. Outra promessa está registrada em Filipenses 1.6, onde lemos que ele iniciou boa obra em nós e não vai interrompê-la. Noutro passo bíblico, ele chega a chamar-nos de "feitura" sua (Efésios 2.10). Ele está nos martelando, limando, esculpindo, dando-nos forma! A segunda carta de Pedro chega ao ponto de relacionar alguns dos objetivos dessa busca encetada por Deus: diligência, fé, virtude, conhecimento, domínio próprio, perseverança, piedade, fraternidade e amor (2Pedro 1.5-7). Numa palavra: caráter”. Tiago escreve: "Meus irmãos, tende por motivo de grande gozo o passardes por provações, sabendo que a prova da vossa fé desenvolve a perseverança. Ora, a perseverança deve terminar a sua obra para que sejais maduros e completos, não tendo falta de coisa alguma." (Tg 1.2-4). Em Gênesis encontramos o registro de Moisés explicando que o homem, enganado por Satanás, rebelou-se contra o seu Criador, perdendo sua condição perfeita, a ponto de a imagem de Deus, no qual ele tinha sido formado, ter sido destruída. Não somente o homem, mas toda a criação, que foi trazida a existência para o bem do homem, caiu junto com ele perdendo também sua excelência. A Bíblia é farta de ensinamentos referentes à virtude, à moral e ao caráter cristão. Os preceitos da Lei, especialmente os do Decálogo (Êx 20), as mensagens éticas dos profetas (Is 10.1,2; Hc 2), os ensinos de Jesus (Mt 5-7), e as doutrinas exaradas nas epístolas (Rm 12.9-21; 1 Pe 3.8-16), revelam a vontade Deus para a vida moral do homem (2 Tm 3.16).] Dito isto, vamos pensar maduramente a fé cristã?

l - O CARÁTER NA REALIDADE DO HOMEM

20 de março de 2017

Lição 13: Uma Vida de Frutificação



LIÇÕES BÍBLICAS CPAD – ADULTOS - 1º Trimestre de 2017
Título: As Obras da Carne e o Fruto do Espírito
Como o crente pode vencer a verdadeira batalha espiritual travada diariamente
Comentarista: Osiel Gomes

ATENÇÃO! Esta abordagem da lição não representa a palavra oficial da editora CPAD nem de nenhuma Igreja. As opiniões aqui expressas podem não ser as mesmas de outros professores. A finalidade desta postagem, além dos vídeos divulgados, é auxiliar na preparação de sua aula. Para dirimir dúvidas, encaminhe e-mail para assis.barbosa@bol.com.br.

- Lição 13 -
26 de Março de 2017

Uma Vida de Frutificação

TEXTO ÁUREO

VERDADE PRÁTICA
Toda vara em mim que não dá fruto, a tira; e limpa toda aquela que dá fruto, para que dê mais fruto. (Jo 15.2)

O crente só terá uma vida frutífera se estiver ligado à Videira Verdadeira, Jesus Cristo.

LEITURA DIÁRIA
Segunda - Rm 6.22
Fruto para santificação
Terça -  2Co 9.10
Deus dá a semente
Quarta -   Hb 12.11
O fruto pacífico de justiça

Quinta - Mt 12.33
As árvores e seus frutos
Sexta - Jo 15.16
Nomeados para dar frutos
Sábado -  Tg 5.7
Paciência para esperar o fruto


LEITURA BÍBLICA EM CLASSE
João 15.1- 16
1 EU sou a videira verdadeira, e meu Pai é o lavrador.
2 Toda a vara em mim, que não dá fruto, a tira; e limpa toda aquela que dá fruto, para que dê mais fruto.
3 Vós já estais limpos, pela palavra que vos tenho falado.
4 Estai em mim, e eu em vós; como a vara de si mesma não pode dar fruto, se não estiver na videira, assim também vós, se não estiverdes em mim.
5 Eu sou a videira, vós as varas; quem está em mim, e eu nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer.
6 Se alguém não estiver em mim, será lançado fora, como a vara, e secará; e os colhem e lançam no fogo, e ardem.

HINOS SUGERIDOS: 145, 254,363 da Harpa Cristã.

OBJETIVO GERAL
Explicar que o crente só terá uma vida frutífera se estiver ligado à Videira Verdadeira.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS
Abaixo, os objetivos específicos referem-se ao que o professor deve atingir em cada tópico. Por exemplo, o objetivo I refere-se ao tópico I com os seus respectivos subtópicos.
I. Compreender a singularidade da videira e seus ramos;
II. Mostrar o fundamento da frutificação espiritual;
III. Explicar que fomos chamados para frutificar.


INTERAGINDO COM O PROFESSOR
Graças a Deus por mais um trimestre concluído. Com certeza você e seus alunos estão experimentando um tempo de frutificação. Fomos chamados pelo Pai para produzirmos bons frutos afim de que o nome dEle seja glorificado. Os dons espirituais são importantes para o crente, mas estes precisam ser acompanhados do fruto, pois o fruto está relacionado ao caráter de Cristo em nós. Ele evidencia a nossa comunhão com o Pai e o quanto temos aprendido com Ele. Ore por seus alunos. Peça ao Senhor que todos possam ter uma vida frutífera até a volta de Jesus Cristo.

COMENTÁRIO
INTRODUÇÃO
Nesta última lição do trimestre, estudaremos a respeito da frutificação na vida do crente. Você tem produzido o fruto do Espírito? Precisamos frutificar! Por isso, necessitamos estar Ligados à Videira Verdadeira. É Cristo em nós que nos permite produzir o fruto do Espírito. Sem Ele nada podemos  (Jo 15.4). O propósito de uma vida frutífera é tão somente glorificar o Pai (Jo 15-8). [Comentário: Vimos na lição 2 que a palavra ‘fruto’ é a tradução do grego ‘karpos’ que se refere literalmente ao fruto de árvores ou vinhedos. Figurativamente, é empregada para denotar aquilo que tem sua origem ou provem de algo como produto, efeito ou resultado. Logo, entendemos que o fruto do Espírito provem do Espírito Santo. Como bem define o Dicionário Vine (CPAD): é ‘uma expressão visível de poder que opera no interior e invisivelmente, o caráter do fruto sendo a evidência do caráter do poder que o produz’. De fato, é a exteriorização do caráter não do crente, mas do Espírito Santo através do crente. Precisamos ter consciência de que o Espírito Santo trabalha em nós, não somente para nos conceder dons e talentos, mas para nos transformar. Em João 15, Jesus conforta seus discípulos dizendo: “Eu Sou a Videira verdadeira [...] permanecei em mim, e eu permanecerei em vós” (Jo 15.1,4); Jesus é a videira e cada cristão é um ramo. A vida da videira torna-se a vida do ramo. Assim a alma morta em ofensas e pecados recebe vida, diante da ligação com Jesus. E é pela fé em nosso Salvador pessoal, que é formada esta união. E é maravilhoso estar ligado a Jesus, nosso Salvador pessoal e dEle recebermos forças para viver o dia a dia. Porém, o próprio Jesus disse: “Permanecei em Mim, e Eu permanecerei em vós: como o ramo de si mesmo, não pode dar fruto, se não estiver na videira, assim também vós, se não estiverdes em mim” (Jo 15.4). Longe da Videira não tem vida. O Espírito Santo é o agente responsável em conduzir o crente a fazer a vontade de Deus. A descida do Espírito Santo não foi para que simplesmente falássemos em línguas estranhas. Também foi para auxiliar o cristão a subjugar o próprio eu, para fazer guerra contra a natureza carnal. Por isso, para que o crente ande no Espírito, o apóstolo Paulo recomendou: “E não vos embriagueis com vinho, no qual há dissolução, mas enchei-vos do Espírito” (Ef 5.18). Ele docemente constrange o crente a fazer a vontade de Deus.] Dito isto, vamos pensar maduramente a fé cristã?

I – A VIDEIRA E SEUS RAMOS

Lição 13: Uma Vida de Frutificação (EBP em Foco)

Lição 13: Uma Vida de Frutificação (Prof Caramuru)